Município de Alijó


Brasão - Feriado Municipal

BrasãoBandeira
 
Ordenação Heráldica do Brasão e Bandeira.
 
Publicada no Diário do Governo, I Série de 06/07/1932
 
Armas - Escudo de ouro, com um castanheiro de verde arrancada de negro, acompanhado por duas torres de vermelho, realçados de negro. Bordadura de negro, carregado de oito ouriços de castanheiro de ouro. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres : " VILA DE ALIJÓ ", de negro.
 
Feriado Municipal - História

O Governo Provisório da República, com apenas oito dias de vida, entendeu que deveria decretar quais os dias feriados para vincar, com novas rotinas, que estávamos num regímen novo. Fê-lo no Diário do Governo n.º 7, de 12 de Outubro de 1910. Diz a lei o seguinte:
Artigo 1.º - São considerados feriados, para todos os efeitos, os seguintes dias:

  • 1 de Janeiro – Consagrado à fraternidade universal.
  • 31 de Janeiro – Consagrado aos precursores e mártires da República.
  • 5 de Outubro – Consagrado aos heróis da República.
  • 1 de Dezembro – Consagrado à autonomia da Pátria Portuguesa.
  • 25 de Dezembro – Consagrado à família.

Artigo 2.º - As municipalidades poderão, dentro da área dos respetivos concelhos, considerar feriado um dia por ano, escolhendo-o de entre os que representam as festas tradicionais e características do município.
Determina-se portanto que todas as autoridades, a quem o conhecimento e a execução do presente decreto com força de lei pertencer, o cumpram e façam cumprir e guardar tão inteiramente como nele se contem.
Os Ministros de todas as Repartições o façam imprimir, publicar e correr. Dado nos Paços do Governo da República, em 12 de Outubro de 1910.
Era chefe do Governo Joaquim Teófilo Braga.

A Comissão Municipal Administrativa do concelho de Alijó demorou cerca dois anos e meio até deliberar qual o dia a festejar como feriado municipal!

Na sessão de 28 de Março de 1913 foi deliberado “que fosse considerado o dia vinte e quatro de Junho feriado para todo o concelho. Presidia Carlos Richter, o primeiro presidente da Câmara Municipal de Alijó do novo regímen.
A 26 de Maio de 1949 a Câmara Municipal, sob a presidência de José Rufino, deliberou por unanimidade:
“Transferir, a contar já do corrente ano, o feriado municipal, que era no dia 24 de Junho, para o dia quinze de Agosto, data em que se realizam as festas anuais da vila.”
No dia 16 de Novembro de 1960, presidia, Torcato Hermano Portugal da Rocha Magalhães, a câmara municipal deliberou que o feriado municipal passaria para o dia onze de Novembro.
“…que fosse designado, para o efeito, o dia onze de Novembro - São Martinho - atendendo, principalmente, às seguintes razões:

  • Primeira – Ser, atualmente, Feriado Nacional o dia quinze de Agosto (Festas da Vila), antigo feriado Municipal;
  • Segunda – Efetuar-se em Alijó, sede do concelho, a Feira Anual de São Martinho, à qual acorre gente de todo o concelho e dos limítrofes e que é uma das mais importantes da região nortenha;
  • Terceira – A realização dos mais variados festejos em honra de São Martinho, popularmente festejado em todo o concelho, à mistura com os costumados “magustos”, realizados nos próprios santos, em que a castanha vai diretamente dos ouriços para a fogueira.


* Boletim Municipal Digital

Fique a par de todas as nossas novidades em primeiro lugar. Subscreva já o nosso Boletim Municipal Digital.

 

RPGN

A RPGN é um incentivo à empregabilidade dos jovens

PDR2020

PDR2020

SOS Vespa

SOS-VESPA

NetEmprego

NETEMPREGO

Comércio investe

Comércio investe
QREN